Nos meus versos...sou verbo...sou rima rica nem tão cara mediante palavras.

POESIA...PAISAGEM ADORMECIDA APÓS TORMENTAS

Carne em verbos...

Minha foto
Niteroi, Rio de Janeiro, Brazil

1 de dez de 2009

Invernia da Saudade



Sigo por aí,
ávida por um reencontro
para juntar pedaços da alma
que eu mesma espalhei ao léu.

Quero me sentir inteira novamente,
reacender a esperança no amor
e tecer um novo ninho
para aquecer o coração
na invernia da saudade...
porque ainda estou vazio demais
para dar-me asas.



By Vânia Moraes

1 comentários:

Olavo disse...

” A alma é invisível,
Um anjo é invisível,
O vento é invisível,
o pensamento é invisível, e,
no entanto, com delicadeza,
se pode enxergar a alma,
se pode adivinhar o anjo,
se pode sentir o vento,
se pode mudar o mundo com alguns pensamentos.”

Boas festas...

Olavo.

Postar um comentário